Compartilhe nas redes sociais

O que é e qual a importância de você ter uma reserva de emergência?« Voltar

Investimentos
O que é e qual a importância de você ter uma reserva de emergência?

Fundamental no planejamento financeiro, reserva de emergência evita que dívidas se acumulem

Você consegue poupar uma parte dos seus ganhos todos os meses? Se você respondeu “não”, então você precisa começar a incluir essa possibilidade no seu planejamento financeiro.

Formar uma reserva de emergência é essencial para momentos de aperto. Nunca sabemos quando vamos ficar doentes, impossibilitados de trabalhar ou mesmo quando o carro ou a residência vão precisar de algum conserto. Ter dinheiro em mãos e acesso imediato pode fazer toda a diferença para que você não fique na mão.

Reserva de emergência: o que é e como funciona?

Compreender o conceito de reserva de emergência não é difícil - é um dinheiro ao qual você pode ter disponível em caso de necessidade. Porém, qual é o valor ideal para se ter a título de reserva e como formar esse patrimônio sem renunciar a uma certa rentabilidade?

Especialistas em finanças indicam que o valor da sua reserva de emergência deve ser de pelo menos 6 vezes o total de suas despesas mensais. Por exemplo, suponha que a soma de todas as suas contas a pagar no mês sejam de R$ 4 mil. Multiplicando o valor por 6 temos um total de R$ 24 mil. Essa seria uma quantia suficiente para você se manter sem renda nenhuma por pelo menos meio ano.

É importante ressaltar que esse não é um dinheiro no qual você deve mexer com frequência. Ou seja, se no final do mês você ficou com vontade de adquirir algum bem por impulso, não é da reserva de emergência que o capital deve vir. Ela precisa ser mantida intocável sempre que possível, sendo utilizada somente em caso de necessidade.

Rentabilizando sua reserva de emergência

É claro que o primeiro passo para montar uma reserva de emergência é poupar. Independentemente do valor mensal que você receba, é importante que você inclua nos seus planos a necessidade de poupar um percentual, por menor que ele seja. Se for possível guardar pelo menos 10% todos os meses, ótimo; mas começar com menos do que isso já é um grande passo.

Se por um lado a ideia de uma reserva de emergência é poupar para ter dinheiro quando necessário, por outro isso não significa simplesmente deixar seu dinheiro parado em qualquer lugar: ele precisa de rentabilidade acima da inflação para não perder o poder de compra ao longo do tempo.

Por isso, nada melhor do que unir o útil ao ideal e aplicar a sua reserva de emergência em algum tipo de investimento. Aqui você deve optar por modalidades de curto e médio prazo e que ofereçam resgate imediato. Um bom exemplo disso são os investimentos em renda fixa, como os CDBs, que têm liquidez diária e podem ser resgatados a qualquer momento.

CDBs: são uma boa opção de investimento?

Um Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título de renda fixa emitido por bancos que pagam juros sobre a sua aplicação financeira. Na prática, é como se você fizesse um empréstimo para a instituição financeira e, em troca disso, recebesse juros pelo empréstimo Nessa modalidade, o resgate do dinheiro pode ser diário ou ao vencimento do título.

Por liquidez diária entenda o seguinte: você pode sacar seu dinheiro a qualquer momento, sem perder os rendimentos. É diferente do que acontece na poupança, por exemplo: quando você resgata o dinheiro antes do aniversário de um mês de depósito, o rendimento se perde. A rentabilidade dos CDBs segue um índice de referência que é o CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Conheça as opções de CDB do Paraná Banco

Os CDB são considerados uma das melhores opções para quem faz reservas de emergência. No Paraná Banco, o investimento inicial é de R$ 1 mil e a liquidez diária é de 105% do CDI. Entre as opções oferecidas atualmente, destacamos as seguintes:

  • 120% do CDI para CDB de 1 ano;
  • 128% do CDI para CDB de 2 anos;
  • 129% do CDI para CDB de 3 anos;

Vale lembrar que os CDBs têm desconto de Imposto de Renda, que varia de 22,5% a15% na data de vencimento do título. Quanto mais longo for o investimento, menores serão os tributos. No caso da rentabilidade dos CDBs do Paraná Banco, mesmo se considerarmos os descontos de Imposto de Renda, essa ainda é uma das alternativas com melhor rentabilidade líquida no mercado na atualidade, superando até mesmo as LCI, que são isentas de IR.

.....

Quer conhecer mais sobre os CDBs do Paraná Banco? Converse com um dos nossos Gerentes de Investimentos pelo WhatsApp (41) 3351-9840 e confira as vantagens de formar sua reserva de emergência conosco.

* As taxas de CDBs estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

 16/03/2021