Compartilhe nas redes sociais

Saiba como declarar seus investimentos no Imposto de Renda« Voltar

Investimentos
Saiba como declarar seus investimentos no Imposto de Renda

Prazo final para entrega do IRPF 2021 termina no dia 31 de maio; não deixe para fazer a declaração na última hora.

A data-limite para a declaração do Imposto de Renda 2021 foi prorrogada. Até o dia 31/05, quem atende aos critérios da Receita Federal deve obrigatoriamente declarar seus bens, lucros e rendimentos por meio do aplicativo ou programa instalado no computador.

Neste artigo vamos te explicar quais investimentos precisam ser declarados no IRPF 2021. Confira nosso conteúdo abaixo e adiante sua restituição, sem deixar para a última hora!

Quem deve declarar o IRPF 2021?

A Declaração de Imposto de Renda é obrigatória para pessoas físicas que se enquadrem em pelo menos uma das seguintes categorias:

• Pessoas com rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2020;

• Quem obteve rendimentos não tributáveis acima de R$ 40 mil no ano de 2020;

• Quem fez qualquer operação na Bolsa de Valores;

• Pessoas com posse de bens de direito a partir de R$ 300 mil;

• Pessoas com receita acima de R$ 142.798,50 em atividade rural.

Como declarar os seus investimentos?

Todos os investimentos em posse devem ser declarados na ficha “Bens e Direitos”, excetuando investimentos em PGBL e Fundos de Pensão.

Os títulos de renda fixa possuem tributação retida na fonte, com alíquota regressiva. Basta preencher os investimentos que possui com os valores líquidos entre 31/12/2019 e 31/12/2020, que devem ser disponibilizados no Informe de Rendimentos.

Já na renda variável, é necessário contabilizar o preço médio de compra das ações de determinada empresa durante o ano, acrescidas às taxas de corretagem, emolumentos e demais cobranças presentes nas notas disponibilizadas pelas corretoras.

Os ganhos mensais superiores a R$ 20 mil em ações, day trade ou lucro mensal acima de R$ 35 mil com criptomoedas são tributados. Veja os detalhes no quadro a seguir:

imposto de renda

Tabela do Imposto de Renda 2021

As alíquotas cobradas com relação ao IRPF 2021 não tiveram alteração em relação ao ano passado. Como mais uma vez a tabela não foi atualizada, a expectativa é que em razão da inflação um número maior de contribuintes seja obrigado a declarar imposto em 2021. As alíquotas do IRPF 2021, referentes aos ano-calendário 2020, são as seguintes:

● Ganhos até R$ 22.847,76 – Alíquota 0

● Ganhos entre R$ 22.847,77 e R$ 33.919,80 – Alíquota 7,5%

● Ganhos entre R$ 33.919,81 e R$ 45.012,60 – Alíquota 15%

● Ganhos entre R$ 45.012,61 e R$ 55.976,16 – Alíquota 22,5%

● Ganhos acima de R$ 55.976,16 – Alíquota de 27,5%

Não perca o prazo! Fique atento à data-limite do IRPF 2021

O período de entrega da Declaração de IRPF 2021, ano-base 2020, começou no dia 1º de março e vai até as 23h59 do dia 31 de maio de 2021. Para aqueles que tiverem pagamentos a fazer, é possível parcelar o valor devido em até 8 cotas (desde que o valor mínimo da cota seja de R$ 50).

Quem não entregar a declaração de imposto de renda dentro do prazo estará sujeito a multa no valor de 1% do imposto devido por mês de atraso, com valor inicial mínimo de R$ 165,74. Já as restituições estão previstas para serem pagas em cinco lotes, a partir de 31 de maio de 2021. Idosos, portadores de doenças graves e deficientes físicos e mentais têm prioridade no recebimento.

Se você ainda não obteve a declaração de rendimentos relacionados a investimentos referentes ao ano-exercício de 2020, é hora de buscar essas informações. O Informe de Rendimentos dos clientes do Paraná Banco Investimentos já foi enviado por Correio, mas também está disponível para download no aplicativo Paraná Banco Investimentos, disponível para Android e iOS.